A UEVOM

A União Esportiva Vila Olímpica da Maré – UEVOM foi criada em 1999 ao final parcial da obra da Vila Olímpica da Maré, unidade inicialmente idealizada pela Prefeitura do Rio de Janeiro para dotar a região de uma área de 100.000 m2 para práticas esportivas. Essa Vila Olímpica nascera de um forte movimento da União das Associações de Moradores da Maré – UNIMAR, formada por 16 comunidades do Bairro Maré. Ideias visionárias de lideranças comunitárias imaginavam uma Vila Olímpica dentro da Maré, fato inusitado para a época. Pensavam vê-la alinhada aos esforços e ao sonho do Rio de Janeiro para sediar as Olimpíadas de 2004.

AULA DE RUGBY

Em 1999, a UNIMAR procurou a COPPE/UFRJ e solicitou apoio para que o projeto de ocupação da Vila Olímpica da Maré tivesse um alcance social pleno, e não fosse somente um projeto esportivo. A COPPE desenvolveu, sem ônus, com a UNIMAR e com participação direta de representantes das 16 associações comunitárias, e em sintonia com a Prefeitura, o Projeto Centro de Excelência Sociodesportivo Vila Olímpica da Maré, cujos pilares eram a busca da vanguarda, a conquista de parcerias nos campos acadêmicos, empresariais, públicos e até do exterior e, muito importante, o aperfeiçoamento continuado e o atendimento integral do cidadão. O projeto previa ações esportivas, educacionais e culturais, de saúde/nutrição e de empreendedorismo, todas registradas em um Livro Conceitual.

karateSatisfeitas com o resultado do trabalho, a Prefeitura e a UNIMAR acordaram que seria constituída uma ONG para receber a concessão de operação e administração da Vila Olímpica. Para isso, a Prefeitura, com base no Livro Conceitual do Centro, encaminhou projeto de lei à Câmara dos Vereadores propondo-se a participar na administração da VOM e, também, abrindo o mesmo direito para patrocinadores que nela aportassem somas de recursos equivalentes aos seus (Prefeitura mantendo maioria de voto). Tudo resultou no Projeto de Lei 2878 de 04/10/1999, que foi aprovado por unanimidade. Desde então foram regularmente estabelecidos convênios anuais de concessão da administração da VOM à UEVOM com base nesta Lei (ainda em vigor).

Já em 2000, a UEVOM conquistou a apoio da Petrobras, que tornou-se um pilar da operação do empreendimento. Dessa forma, até o momento, Prefeitura e Petrobras dividem os custos da operação da Vila Olímpica da Maré, sendo assim seus parceiros estratégicos. E a COPPE /UFRJ tem sido parceira para a sua parte conceitual.

Entre o ano de 2000 e 2008, a Vila Olímpica da Maré se exercitou na busca de novos apoios e, principalmente no aprendizado da complexa tarefa de transformar um equipamento previsto para ser esportivo em um projeto também educacional, cultural, de saúde, de lazer e de empreendedorismo, o que não era a norma na cidade. A única experiência assemelhada e de sucesso era a da Vila Olímpica de Mangueira, que servira de balizamento inicial para a formulação do projeto da Maré.

hidroEm 2008 a UEVOM negociou com a Petrobras o Projeto Educar para o Esporte, que consolidou a integração das questões educacionais, culturais, esportivas e de saúde, com base em uma concepção de desenvolvimento integrado de potencialidade e habilidades, até o presente inovadora no País. E, assim, teve a honra de assinar, no começo de 2009, um novo contrato de três anos com essa empresa.

Em 2009, a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer definiu que cada Vila Olímpica sob sua jurisdição seria doravante um equipamento esportivo agregador das políticas públicas de natureza socioeducacional voltadas para o lazer, a descoberta de talentos, a qualidade de vida e ampliação do universo cultural. Essa mudança resultou de amplo debate, sendo a Vila Olímpica da Maré convidada especial, juntamente com a Vila Olímpica de Mangueira, para apresentarem seus modelos, que afinal serviram de base para a nova orientação antes mostrada.

Em 2010, a UEVOM qualificou-se como organização social e assim concorreu e foi aprovada para assinar um contrato de gestão com a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer para operar a Vila Olímpica da Maré por mais dois anos (renovável por mais dois), de acordo com Lei Municipal 5.026, de 19 de maio de 2009. O projeto apresentado à Prefeitura foi consolidar o Centro de Excelência Vila Olímpica da Maré.

No final de 2012, a UEVOM renovou seu contrato com a Petrobras, dessa vez inserida no Programa Petrobras Esporte e Cidadania.